Início notícias Sargento da polícia militar atira em colega dentro de viatura e comete...

Sargento da polícia militar atira em colega dentro de viatura e comete suicídio

Tiro em viatura envolvida no caso de policiais baleados no DF — Foto: TV Globo/Reprodução Tiro em viatura envolvida no caso de policiais baleados no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

O sargento da Polícia Militar do Distrito Federal Paulo Pereira de Souza atirou em um colega de trabalho dentro de uma viatura na manhã deste domingo (14), no Recanto das Emas, no Distrito Federal. O sargento depois atirou em si mesmo e morreu no local. Em nota, Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) afirma que saúde mental de policiais é prioridade para a corporação.

O crime ocorreu após os três policiais, que inicialmente atendiam a uma ocorrência de maus-tratos que não se confirmou, decidirem fazer uma pausa para tomar sorvete em uma sorveteria local. Ao retornarem para a viatura, sem aparente motivo ou discussão prévia, o sargento Paulo Pereira, que ocupava o banco traseiro, efetuou disparos contra Yago Monteiro, no banco do motorista.

Yago Monteiro foi levado às pressas para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT), mas, lamentavelmente, não resistiu aos ferimentos e faleceu, conforme informado pelo delegado-chefe da 27ª Delegacia de Polícia, Fernando Fernandes. O sargento Paulo Pereira de Souza também não sobreviveu após atirar contra si mesmo.

O terceiro policial, Diogo Carneiro dos Santos, que estava na viatura durante o incidente, sofreu ferimentos causados pelos estilhaços do para-brisa quebrado pelo disparo. Ele foi atendido na UPA do Recanto das Emas e recebeu alta posteriormente.

A PMDF emitiu uma nota destacando a prioridade dada à saúde mental dos policiais, enquanto a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) está conduzindo uma investigação para determinar se o sargento Paulo Pereira de Souza enfrentava problemas de saúde mental.

O que diz a PMDF?

“A Polícia Militar do Distrito Federal informa a respeito do grave incidente na manhã deste domingo (14), no Recanto das Emas, envolvendo dois de seus membros. A ocorrência, classificada como homicídio, seguido de suicídio, está sob investigação conjunta da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e da Corregedoria da PMDF.

O policial alvejado foi socorrido pelos bombeiros, mas, com pesar, informamos, que ele foi ao óbito após atendimento no Hospital Regional de Taguatinga.

Diante do ocorrido, ressaltamos que a saúde do policial militar é prioridade da Comandante-Geral da PMDF, Coronel Ana Paula. Inclusive, com reunião pré-estabelecida, desde o dia 09/01/2024, quando da sua a assunção. O assunto será tratado de forma transversal abrangendo todos os departamentos para alcançar o objetivo da segurança em relação a saúde policial militar, bem como perpetuar e otimizar a segurança da sociedade de todo o Distrito Federal.

Dessa forma, ressaltamos nosso compromisso contínuo com o bem-estar e a saúde mental dos integrantes de nossa instituição, empenhados em criar um ambiente de trabalho onde o cuidado com a saúde mental é uma prioridade. Acreditamos que apoiar a saúde mental de nossos policiais é fundamental para manter uma força de trabalho resiliente, eficaz e compassiva.

Enquanto prosseguem as investigações sobre o incidente, pedimos respeito e sensibilidade à privacidade e dignidade de todos os envolvidos. A PMDF está trabalhando em estreita colaboração com a PCDF e a Corregedoria para garantir uma investigação completa e justa.

Agradecemos a compreensão da comunidade e reforçamos nosso compromisso com a segurança e o bem-estar de todos no Distrito Federal.”

Compartilhe agora: