Início Bahia Mandados de prisão, busca e apreensão são cumpridos em vários bairros de...

Mandados de prisão, busca e apreensão são cumpridos em vários bairros de Salvador nesta manhã

A Operação Neutralização também visa a prevenir o embate entre criminosos durante o Carnaval 2023

Operação da polícia mira suspeitos de assassinatos e tráfico de drogas em Salvador — Foto: Tony Silva Divulgação/Polícia Civil

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deflagrou, nas primeiras horas desta quinta-feira (26), a Operação Neutralização, para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão em bairros localizados na capital baiana. A ação, que tem como foco principal retirar do convívio social integrantes de grupos criminosos responsáveis por Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) e pelo tráfico de drogas, tem atuação de mais de 150 policiais civis e militares.

Informações iniciais apontam que dois suspeitos foram presos em operação da polícia contra assassinatos e tráfico de drogas em Salvador e região; um homem morreu.

De acordo com o diretor adjunto do DHPP, delegado Oscar Vieira, coibir a principal causa dos crimes violentos é o foco das ações.

“A disputa pelo tráfico de drogas é a principal motivação da maioria dos homicídios investigados pelas nossas unidades especializadas. Desarticular estes grupos será de suma importância para a elucidação dos crimes e para reduzi-los entre a nossa sociedade. Além disso, temos como objetivo prevenir que haja embate entre estes criminosos no Carnaval deste ano e, dessa forma, promover mais tranquilidade nos circuitos da festa”, detalhou.

Além do DHPP, equipes dos Departamentos de Polícia Metropolitana (Depom), de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), da Coordenação de Operações Especiais (COE), do Departamento de Polícia Técnica (DPT) e diversas guarnições da Polícia Militar, trabalham na operação. “Estamos fazendo uma verdadeira varredura nesses locais, para retirar das ruas investigados por homicídios ocorridos em Salvador, que também são envolvidos com o tráfico de drogas”, reforçou o diretor-adjunto do DHPP.

Compartilhe agora: