Início Destaques Mais dois suspeitos de extorquir comerciantes são presos em Salvador

Mais dois suspeitos de extorquir comerciantes são presos em Salvador

Arma de brinquedo usada por dupla suspeita de extorquir comerciantes em Salvador — Foto: Divulgação/SSP

Na manhã deste sábado (20), dois suspeitos foram presos por suspeita de envolvimento em um esquema de extorsão a donos de empresas da Avenida Vasco da Gama, uma das principais de Salvador. O nome dos suspeitos não foram divulgados.

Segundo a Polícia Militar (PM), a dupla foi detida em flagrante no momento em que tentava aplicar o golpe em um empresário, com uma arma de brinquedo . Na sexta-feira (19), duas mulheres foram presas suspeitas de praticarem o mesmo crime.

Conforme a Tenente Alessandra Rúbia, os agentes foram informados por populares que um dos suspeitos estava dentro de um estabelecimento. Na delegacia, foi descoberto que o homem tem um mandado de prisão em aberto por roubo.

“Os populares fizeram gestos e informaram que um outro indivíduo estava no interior do estabelecimento. Fizemos a incursão para poder verificar se ele estava realmente e o encontramos fingindo que estava trabalhando”, afirmou a Tenente Alessandra Rúbia.
Conforme a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), os quatro suspeitos foram apresentados na Central de Flagrantes e estão à disposição da Justiça. Não foi detalhado se os homens e as mulheres agiam em conjunto.

Entenda o caso

Os comerciantes da Avenida Vasco da Gama afirmam que traficantes do bairro da Federação estão exigindo o pagamento de uma taxa mensal, com a justificativa de garantir a segurança da região.

De acordo com a SSP, uma das suspeitas presas na ação de sexta-feira (19) foi flagrada enquanto tentava recolher valores de comerciantes e foi levada à 7ª delegacia, localizada no bairro do Rio Vermelho.

Na quinta-feira (18), a Polícia Civil informou que outra mulher, irmã de dois suspeitos de tráfico de drogas, foi identificada como responsável pelas cobranças aos donos de comércios e era dona da linha telefônica citada em um bilhete entregue pelos criminosos nas lojas. Ela prestou depoimento e foi liberada.

Os comerciantes usaram as redes sociais para relatar o clima de insegurança – o que fez com que a PM reforçasse o policiamento na região.

Um dos empresários chegou a relatar, através de um áudio veiculado na internet, que vai fechar o comércio por causa dessa situação.

“Estou fechando a loja devido ao acontecido. O ladrão mandou um recado hoje, dizendo que se não pagasse, ia passar um homem aqui para cobrar”, disse.

Segundo os comerciantes, que não quiseram ter nomes divulgados, o valor exigido varia de acordo com o tipo de comércio e com a localização. As ameaças chegam através de pedaços de papel e também através das redes sociais.

Orientações da Polícia Militar

Apesar do reforço ostensivo e da investigação da Polícia Civil, a PM diz que não recebeu nenhuma denúncia sobre o caso. As denúncias são importantes para o registro dos crimes e, consequentemente, para uma atuação mais rápida dos agentes.

Ao receber esse tipo de cobrança, a PM orienta que os comerciantes:

👉 Procurem a PM através de 181;

👉 Não realizem nenhum tipo de pagamento;

👉 Procurem as delegacias especializadas para o registro do caso.

Compartilhe agora: