Início Destaques Jornalista acusada de injúria racial contra PM tem liberdade provisória concedida

Jornalista acusada de injúria racial contra PM tem liberdade provisória concedida

Foto: Reprodução/TV Bahia

Na manhã desta segunda-feira (5), Roseane Maria de Souza Silva, de 73 anos, conhecida como ‘Rose Baiana’, foi liberada após ser presa por injúria racial contra uma policial militar negra durante o festejo Fuzuê, em Salvador. Vestindo uma camisa preta com a imagem de uma cantora afro-americana durante a audiência de custódia, a jornalista terá que cumprir medidas cautelares, incluindo apresentações à Justiça a cada dois meses e restrição de horários para sair de casa.

A situação ocorreu durante uma abordagem policial na Avenida Marques de Leão, onde Roseane se recusou a ser revistada, alegando não ter “vindo do navio negreiro para ser revistada por uma negra”. Mesmo após a prisão em flagrante, a jornalista não demonstrou arrependimento e tentou minimizar o episódio, alegando que se tratava de uma brincadeira.

A liberdade provisória foi concedida, mas qualquer violação das medidas cautelares pode resultar na conversão para prisão preventiva. Roseane, que atuava em movimentos negros no Rio de Janeiro, agora enfrentará as consequências legais de suas ações.

Compartilhe agora: