Início Acidente Parte de Casarão centenário do antigo restaurante Colon no comércio desaba (Vídeo)

Parte de Casarão centenário do antigo restaurante Colon no comércio desaba (Vídeo)

Foto: Almir Santana / Edição Salvador Notícia

Um dos casarões mais antigos de Salvador, o prédio localizado em frente à Praça Conde dos Arcos desabou em parte, nesta manhã de quinta-feira (25). A Defesa Civil de Salvador já tinha isolada a área por conta do risco de desabamentol. Uma vistoria foi realizada pela Codesal na última quarta-feira (24) e constatou o risco para quem passa pela região. A área no entorno do casarão foi interditada com ajuda da Transalvador. [NO FINAL DA MATÉRIA VÍDEO MOSTRA O MOMENTO DO DESABAMENTO DE PARTE DO CASARÃO E A CORRERIA NA REGIÃO]

De acordo com a Codesal, não houve necessidade de interditar os imóveis próximos. Uma equipe do órgão retorna nesta quinta (25) ao local com técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para nova avaliação e providências. 

Confira as fotos de como ficou os restos do Casarão que desabou nesta manhã.

NOTA DA CODESAL

Por falta de manutenção, o prédio, em que ficava o restaurante Colon no Comércio, em frente à Praça Conde dos Arcos, foi evacuado, em vistoria realizada em 28/09/2020,  e o responsável pelo estabelecimento foi notificado a suspender as atividades comerciais e evacuar imediatamente o imóvel até que o risco fosse sanado com a realização de serviços de recuperação e reforço estrutural das partes instáveis do imóvel, principalmente nos três últimos pavimentos superiores, sob a supervisão de  profissional habilitado junto ao CREA/CAU.

A solicitação de inspeção predial foi encaminhada, então, à Sedur para  ações fiscais pertinentes, dentre outras, interdição do restaurante e imóvel. Por conta de desprendiento de reboco da fachada lateral, a área foi devidamente isolada e o prédio evacuado por conta da atual condição de precariedade estrutural interna e insegurança no local.

A Codesal realizou nova vistoria, ontem (24/01), no imóvel, fechado há cerca de três anos, interditando, por precaução, a área do entorno com a ajuda da Transalvador. Até então, não houve necessidade de interditar os imóveis próximos. Equipe da Defesa Civil retornou, hoje (25/01), ao local com técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para nova avaliação e providências.

História do imóvel

Após 107 anos de funcionamento, o Restaurante Colon, que funcionava no casarão, fechou as portas em novembro de 2021. Tradicional na capital baiana, o estabelecimento foi citado na obra “O Sumiço da Santa”, do escritor baiano Jorge Amado.

Fundado em 1914 por José Maria Orge, que saiu da Galícia, na Espanha, para fugir da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), o restaurante recebeu a presença de personalidades como Jorge Amado, Carlinhos Brown, Neuza Borges, Tatti Moreno, Nelson Rufino, entre outros.

Leia também:

Compartilhe agora: