Início Arte Agenda cultural: Eco da voz feminina na capoeira é destaque no Teatro...

Agenda cultural: Eco da voz feminina na capoeira é destaque no Teatro Gregório de Mattos neste sábado (13)

IMAGEM DIVULGAÇÃO

A Sala Tabaris do Teatro Gregório de Mattos será palco neste sábado (13), da história da voz feminina na capoeira da Bahia. Organizado pela Associação Cultural Bahia Ginga com apoio da FGM – Fundação Gregório de Matos, SECULT – Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, e Prefeitura de Salvador, o evento “Roda Viva – Mulher de Fibra: Minha Voz Ecoa” comemora os 50 anos de trajetória na capoeira da Mestra Omara.

Em meio a um universo de esporte, cultura e educação, a presença feminina ainda é pequena comparada à masculina, a exemplo da região da Ilha de Itaparica onde mora Mestra Omara. Além dela, há apenas mais uma mestra de capoeira, a Mestra Bó. Já no bairro do Nordeste de Amaralina, região marcada pelo ícone Manuel dos Reis Machado (Mestre Bimba), a primeira mestra de capoeira da localidade, chama-se Mestra Bya. Ela também estará presente compartilhando sua história com a nova geração.

Aberto para todos os públicos, o evento contará com diálogo com as mestras, oficinas ministradas pela Professora Chocolate e Aluna Preta, roda de capoeira e construção de dados sobre a visão feminina dentro dessa arte. A entrada é franca, com campanha solidária de arrecadação de 1kg de alimento não perecível a ser distribuído pela organização em algum dos postos do Bahia Sem Fome.

O quê? Evento “Roda Viva – Mulher de Fibra: Minha Voz Ecoa”;

Quando? 13 de janeiro de 2024, sábado, às 15h;

Onde? Teatro Gregório de Mattos – Sala Tabaris (Entrada pela Praça Castro Alves, ao lado do Cinema Glauber Rocha, próximo à Igreja da Barroquinha)

Compartilhe agora: