Início Esporte Se você fosse dono do PSG, trocaria Neymar por Messi?

Se você fosse dono do PSG, trocaria Neymar por Messi?

O Barcelona quer de todas as maneiras resgatar Neymar, a quem nunca deveria ter deixado sair. Dentro do clube, há uma guerra civil entre Lionel Messi e Josep Maria Bartomeu, o presidente, que adiantou as próximas eleições do fim da próxima temporada para 15 de março de 2021.

Será que o adiantamento das eleições é suficiente para convencer Messi? O contrato do argentino vai até o meio de 2021, e o entorno do jogador já há tempos vaza notícias de que ele está pensando em sair. Ontem, a notícia dada pelo ótimo Marcelo Bechler dá conta de que Messi já teria dito à diretoria que quer deixar o Barça.

Messi está à solta, isso é inegável. Ele (e mais gente) queria a demissão imediata de Bartomeu. Se alguém chegar com uma boa oferta e um ótimo plano esportivo, pela primeira vez há a possibilidade real de contratá-lo.

Certamente os donos do dinheiro do Catar já sonharam com Messi no passado, não sei se sonham até hoje. Quem não queria ter Messi? Vai que ele resgata a motivação que foi ficando pelo caminho e ainda joga duas ou três temporadas no nível genial que mostrou um dia…

Se você fosse dono ou dona do Paris, trocaria Neymar por Messi?

Eu já respondo: não. Eu não trocaria.

E acho que foi mais ou menos o que o Barcelona fez em 2017. O clube tinha Messi com 30 anos e Neymar com 25. Claramente Neymar quis sair porque sentia que nunca deixaria de ser o número 2 lá dentro. Ele poderia fazer o que fez contra o Paris (os 6 a 1), por exemplo, e ainda assim Messi seria capa de jornal no dia seguinte.

O clube tinha lá dentro o futuro pós-Messi – e sem margem para dúvidas, pois Neymar já tinha mostrado a que vinha. E escolheu o presente com Messi. Era difícil a escolha, eu admito. Será que o “barcelonismo” aceitaria uma saída de Messi do clube, como o “madridismo” aceitou a de Cristiano Ronaldo? Era uma situação verdadeiramente complicada.

Hoje, eu prefiro, sem dúvida alguma, ter Neymar no clube do que Messi.

Três anos atrás, se eu fosse dono do Paris, também teria comprado Neymar antes de Messi. Mas se eu fosse presidente do Barcelona… aí o buraco é mais embaixo.

Hoje, os dirigentes do Barça trocariam Messi por Neymar, sem dúvida alguma. Apenas nunca admitirão. Nem conseguirão.

Compartilhe agora: