Início COPA DO MUNDO Música boa para curtir a Copa no Centro Histórico

Música boa para curtir a Copa no Centro Histórico

Música boa para curtir a Copa no Centro Histórico - Foto: Lelia Dourado / Blogspot

O palquinho do Largo do Cruzeiro do São Francisco recebe de segunda a sábado, das 18h às 21h,  shows de talentosos grupos e artistas que atuam na Bahia e que fazem da vida cultural do Centro Histórico uma festa, que fica ainda mais animada em clima de Copa do Mundo. Esta semana  tem shows de forró, afro-pop, rock,  samba, samba-reggae e MPB. Se apresentam Gel Barbosa, Satyra Carvalho, Dinho Reis e Nadjane Souza. Os shows são patrocinados pelos restaurantes Boteco do Pelô, Cuco Bistrô e Odoyá, todos localizados no Largo do Cruzeiro do São Francisco. Confira a programação dia a dia :

Segunda-feira, dia 21 de novembro – Forró – Gel Barbosa – produtor musical, compositor, cantor, arranjador e sanfoneiro, já acompanhou e gravou com artistas como Elba Ramalho, Xangai, Targino Gondim, Carlos Pitta e Renato Borghetti. Natural de Serra da Raiz, na Paraíba, Gel Barbosa nasceu numa família de músicos e teve como maior influenciador seu pai Geraldinho, tocador de oito baixos. Em 2013 se mudou definitivamente para Salvador e desde então trilha sua carreira atuando em diversos espaços culturais e também em cidades do interior da Bahia.

Terça-feira, dia 22 de novembro – Afro-Pop e MPB – Satyra Carvalho –  cantora e instrumentista, Satyra Carvalho fez parte da Banda Vixe Mainha, um projeto de som percussivo e do Afro-Pop / MPB, na qual fez shows por diversos estados brasileiros. Fez parte também da Ala de Canto do Bloco Afro Olodum, onde fez shows pelo Brasil, programas nacionais de TV, carnaval de Salvador e turnês internacionais. Após sua saída do Olodum, deu início a carreira solo, cantando e tocando pelo país brasileiros e fora do Brasil, como no carnaval de Estocolmo (Suécia) e na turnê pela Argentina.

Quarta-feira, dia 23 de novembro – Samba, axé, pop e rock – Dinho Reis é cantor, compositor e multi-instrumentista e apresenta em seu show um repertório variado com clássicos da música baiana, brasileira e internacional. Sua apresentação é caracterizada pela alegria, descontração e a interação com o público. Seu repertório eclético passeia por grandes clássicos da música baiana como  Faraó, Protesto Olodum, Baianidade Nagô e É d’ Oxum, sem deixar de apresentar releituras do pop rock nacional do  Legião Urbana, Capital Inicial, Roupa Nova, Lulu Santos e pelo samba de Zeca Pagodinho, Alcione, Fundo de Quintal e Exaltasamba.

Quinta-feira, dia 24 de novembro – Afro-pop – Nadjane Souza – Comointegrante, da Banda Didá, Nadjane Souza aos 16 anos já fazia shows pelo Brasil, Argentina, Uruguai e USA, dividindo palco com artistas como Sandra de Sá, Emílio Santiago e Daniela Mercury. Em 1998, aos 17 anos, foi convidada para cantar na Banda Egrégora´s. Também formada por mulheres, seu talento a tornou voz principal, participando de shows pelo Brasil e Europa, onde se apresentou em países como França, Suíça e Alemanha. No ano 2000, decidiu juntar sua experiência, sonho e determinação para realizar seu primeiro trabalho pessoal, a banda Tribazumm. Como cantora do Olodum, participou de turnês, inúmeros eventos e festivais de música no Brasil e em países como Itália, Argentina, Chile, Uruguai, México, África do Sul, Senegal, Alemanha, Guiana Francesa e EUA. Um dos diferenciais da artista é cantar canções em inglês. A cantora também gravou seu primeiro DVD e teve como produtor musical Elpídio Bastos. Paralelo à sua carreira solo, Nadjane Souza participou de diversos projetos musicais, dentro e fora do Brasil. 

Serviço:

Segunda-feira – dia 21/11, a partir das 18h – Gel Barbosa

Terça-feira – dia 22/11, a partir das 18h– Satyra Carvalho

Quarta-feira – dia 23/11, a partir das 18h – Dinho Reis

Quinta-feira-feira – 24/11, a partir das 18h – Nadjane Souza

Compartilhe agora: