Início Famosos

Ex-BBB Matteus é acusado de fraude em sistema de cotas raciais para vestibular

Foto: Reprodução/TV Globo

A polêmica envolvendo Matteus Amaral, ex-participante do Big Brother Brasil, ganhou novos contornos nesta sexta-feira. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar) confirmou que Amaral utilizou a Lei de Cotas para ingressar no curso de engenharia agrícola, autodeclarando-se como uma pessoa preta.

Matteus Amaral, vice-campeão do BBB 24, foi acusado de ter fraudado o sistema de cotas raciais. De acordo com o colunista Gabriel Perline, da revista Contigo!, a instituição de ensino esclareceu que, na época do ingresso de Amaral, a única exigência para inscrição nas cotas era a autodeclaração do candidato.

Foto: Reprodução/TV Globo

Em comunicado, o IFFar destacou a importância de esclarecer os critérios adotados para a concessão das cotas: “Em relação ao ingresso pelas cotas, é importantíssimo ficar claro que, naquela época, de acordo com a Lei de Cotas de 2012, o único documento exigido para a inscrição nas cotas era a autodeclaração do candidato”.

A Lei de Cotas, instituída em 2012, foi uma política afirmativa criada para aumentar a inclusão de estudantes de grupos historicamente marginalizados no ensino superior. A autodeclaração racial é um dos pilares dessa política, permitindo que os candidatos se identifiquem com a categoria racial à qual pertencem.

O caso de Matteus Amaral gerou um intenso debate nas redes sociais e entre especialistas em políticas educacionais sobre a efetividade e a vulnerabilidade do sistema de cotas raciais no Brasil. Muitos criticam a falta de mecanismos de verificação mais rigorosos, enquanto outros defendem que a autodeclaração é uma ferramenta necessária para garantir a inclusão e evitar constrangimentos discriminatórios.

Até o momento, Matteus Amaral não se pronunciou sobre as acusações. O Instituto Federal Farroupilha também não informou se tomará medidas adicionais em relação ao caso, mas a situação continua a ser acompanhada de perto por diferentes setores da sociedade.

Compartilhe agora: