Início ESPORTE Treinador de futebol é preso acusado de abusar sexualmente de alunos no...

Treinador de futebol é preso acusado de abusar sexualmente de alunos no bairro de Cajazeiras, em Salvador

Treinador de futebol é preso acusado de abusar sexualmente de alunos no bairro de Cajazeiras, em Salvador - Foto: reprodução

Vando Leite foi detido por mandado de prisão, em uma nova etapa da Operação Flor de Lótus, na quarta-feira (18). De acordo com o irmão do acusado, ele já está com um advogado, mas que a família não vai se pronunciar sobre o caso.

De acordo com a Polícia Civil, além dos abusos sexuais, ele também armazenava e compartilhava imagens de pornografia envolvendo adolescentes. A polícia detalhou ainda que Vando não tinha a documentação exigida para exercer a função de treinador de futebol.

Informações preliminares apontam que o técnico teria abusado de mais de 11 meninos de projeto.

Mandados de busca e apreensão contra ele foram cumpridos na sede do time e em três casas, na região de Cajazeiras. Na casa do treinador, foram apreendidos notebook, dois aparelhos celulares, documentos.

Documentos também foram apreendidos no alojamento dos jogadores, além de preservativos e lubrificantes sexuais. Os adolescentes do time de futebol prestaram depoimento na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Crianças e o Adolescente (Dercca).

Eles estão sob acompanhamento de psicóloga e assistente social da unidade, e serão encaminhados para rede de acolhimento para dar continuidade aos atendimentos psicossociais. A Operação Flor de Lótus foi iniciada no dia 12 deste mês.

A mãe de um dos meninos que tinha aulas de futebol com o treinador, que foi preso suspeito de praticar abuso sexual contra adolescentes, conversou nesta quinta-feira (19). Ela disse que o filho não é uma das vítimas, e que ficou surpresa com prisão do homem.

Moradora de Águas Claras, a mulher contou que Vando Leite era muito conhecido no bairro e era considerado uma pessoa confiável.

“Eu estou surpresa com esse caso. Eu dou graças a Deus que meu menino conversa muito comigo, então eu tenho certeza que nada aconteceu com ele. Ele [suspeito] sabe quem é meu marido, então acho que isso pode ter ajudado a proteger meu menino”, disse ela.

“Meu coração de mãe fica aliviado porque meu filho não foi vítima, mas também fica destruído porque tem outras mães chorando. Ele era bastante conhecido, as famílias confiavam nele, em deixar as crianças com ele. É muito triste essa situação, porque qualquer coisa que tire a inocência de uma criança é sempre horrível”.


Vando treinava e já treinou dezenas de garotos. Esses treinos eram feitos no campo comunitário da Escola Municipal Francisco Leite, em Águas Claras. Essa unidade sedia projetos esportivos e também jogos de futebol de times de comunidades da região.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal da Educação (Smed) informou que as quadras das unidades escolares podem ser utilizadas por qualquer pessoa da comunidade, desde que justifique que seja para alguma prática de esporte e reserve com antecedência o horário.

Compartilhe agora:
Artigo anteriorMédico é preso em flagrante suspeito de estuprar adolescente de 13 anos dentro de veículo em Salvador
Próximo artigoSuspeito preso por matar idosa de 64 anos no bairro do Itaigara trabalhou de marceneiro para vítima