Início Brasil Anvisa interrompe duelo Brasil x Argentina por descumprimento de protocolos da Covid

Anvisa interrompe duelo Brasil x Argentina por descumprimento de protocolos da Covid

Quem assistia as Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo 2022 hoje, dia 5 de setembro, assistiu a partida ser interrompida logo nos primeiros minutos. O que aconteceu com o jogo do Brasil e Argentina foi provocado pelo descumprimento da quarentena pelos argentinos, exigida para que pudessem entrar em campo. Entenda as regras.

O que aconteceu com o jogo do Brasil e Argentina?


As seleções do Brasil e Argentina se enfrentavam na Neo Química Arena, quando agentes da Anvisa interromperam o andamento da partida. O motivo: quatro jogadores argentinos descumpriram os protocolos sanitários, no combate à Covid-19.

Segundo o órgão, o goleiro Emiliano Martínez, o zagueiro Romero e os meias Buendía e Lo Celso, que jogam na Inglaterra, não poderiam estar em campo.

O diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, explicou em entrevista ao vivo o que então aconteceu no jogo Brasil x Argentina:

“São quatro jogadores. Eles, ao chegarem em território nacional, apresentam a declaração de saúde do viajante. Neste documento não falava que eles passaram por um dos três países que estão restritos, justamente para a contenção da pandemia. Mas depois foi constatado que eles passaram pelo Reino Unido.”

Os atletas não poderiam estar em campo, no entanto, um acordo entre Governo, Fifa e Conmebol permitiu a liberação dos jogadores, fato que levou a Anvisa a interferir no clássico sul-americano e parar o confronto Brasil x Argentina.

O que vai acontecer com o jogo?

O jogo do Brasil e Argentina foi suspenso, mas ainda não há previsão de um novo duelo. A partir de agora, a Fifa decidirá os rumos da competição.

Atletas do Brasil seguem dentro de campo, mas as autoridades ainda não definiram o futuro em relação sobre o que deve aconteceu com o jogo do Brasil x Argentina. O confronto válido pela 6ª rodada, estava previsto para o mês de março de 2021, mas na época, a Conmebol adiou a partida em razão do agravamento da pandemia de Covid-19.

Compartilhe agora:
Artigo anteriorProfessoras ministram minicurso de inglês gratuito para alunas da rede estadual
Próximo artigoCovid-19: Bahia registra 210 novos casos e mais 7 óbitos pela doença