Início Vitória Marcus Sarmento critica “gestão desastrosa” no Vitória

Marcus Sarmento critica “gestão desastrosa” no Vitória

Foto:reprodução

O empresário e candidato a vice-presidente do Vitória na chapa 100% VITÓRIA com Raimundo Viana em 2019, Marcus Sarmento, criticou, nesta segunda feira (16), a “gestão desastrosa” que está à frente do Vitória.

O time está em 18⁰ lugar e na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro e acumula acusações de irregularidades na gestão Paulo Carneiro.

“O Vitória, assim como está claro em seu nome, é um clube de conquistas e glórias. A atual gestão está destruindo a imagem da instituição e a honra do nosso amado clube.

O Vitória tem uma história valorosa, foi um dos primeiros clubes brasileiros fundados para a prática do futebol e o sentimento que eu tenho, como fervoroso torcedor é de que a atual gestão não pode continuar. Mas como aguerridos rubro negros vamos, juntos, virar a página e superar essa administração desastrosa”, afirmou Marcus Sarmento.

Dentre as principais acusações que pesam contra Paulo Carneiro estão improbidade administrativa por ter supostamente forjado um contrato com o Vitória S/A para cobrar uma indenização de mais de R$ 800 mil na Justiça, acúmulo de função, visto que o atual presidente do Vitória era também diretor-presidente do Vitória S.A, falta de transparência na gestão financeira do clube.

Por conta dessas acusações, em 15 de maio deste ano, Carneiro pediu afastamento temporário das funções no Vitória S/A.

Paulo Carneiro acumula, ainda, punições do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por episódios de abuso de autoridade, como a invasão do campo em plena partida contra o Ceará, em 26 de agosto de 2020, quando o mandatário do Vitória invadiu o campo sem máscara, atitude que descumpre a diretriz técnica que versa sobre novos protocolos de segurança em função da pandemia) para proferir ameaças contra o jogador Vinicius e o árbitro da partida.

Comissão Especial Processante

Em maio deste ano, após denúncias de adiamento por sete meses da publicação das demonstrações financeiras, o Conselho Deliberativo, com a aprovação de ampla maioria, instaurou uma Comissão Especial Processante para apurar denúncias de falta de transparência na gestão Paulo Carneiro.

Compartilhe agora:
Artigo anteriorPolícia Militar frustra arremesso de celulares e entorpecentes para o Complexo Lemos Brito
Próximo artigoProfissionais de saúde serão homenageados nesta terça-feira (17), no Solar do Unhão