Início Destaques Depois de xingar chef de cozinha de ‘vagabunda’, secretário de saúde Fábio...

Depois de xingar chef de cozinha de ‘vagabunda’, secretário de saúde Fábio Villas-Boas pede exoneração

Foto: Reprodução

O secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, pediu exoneração do cargo, nesta terça-feira (3), dois dias após xingar a chef de cozinha Angeluci Figueiredo, do tradicional restaurante Preta, de “vagabunda”. A exoneração do cargo aconteceu horas após o governo do estado emitir uma nota sobre o episódio.

Conforme nota do governo da Bahia, o cardiologista entregou, nesta terça, uma carta com pedido de exoneração do cargo e a solicitação foi aceita pelo governador Rui Costa. Na carta, o médico agradeceu a confiança do governador e também desculpou-se por episódios recentes envolvendo a empresária Angeluci Figueiredo.

Fábio Vilas-Boas tem 54 anos e é graduado em medicina pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Residente e Doutorado em Cardiologia pelo InCor e pela Faculdade de Medicina da USP, além de Fellow do American College of Cardiology. Ele estava à frente da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) desde 1º de janeiro de 2015.

O governo ainda informou que o substituto de Fábio Vilas-Boas será anunciado nos próximos dias, mas que, interinamente, a Sesab será conduzida pela subsecretária Tereza Paim.

Depois do anúncio do governo, o ex-secretário também informou que entregou o cargo nas redes sociais.

Foto: imagem reprodução rede social

Na manhã desta terça, ao G1, o governo havia informado que não ia se manifestar sobre a situação. No entanto, por volta do meio dia, a gestão voltou atrás e emitiu uma nota em que afirma lamentar a agressão verbal.

“Por meio da Secretaria de Comunicação, o governo do estado afirma lamentar o episódio, considera inadmissível qualquer tipo de agressão e manifesta total solidariedade à empresária Angeluci Figueiredo e a todas as mulheres”, disse a nota.

Ainda nesta terça, o Jornal Correio da Bahia divulgou um vídeo que mostrava o secretário pulando o portão do restaurante Preta. Nas imagens, Fábio Vilas-Boas estava com a máscara presa no queixo.

Compartilhe agora:
Artigo anteriorCovid-19: Estado registra 553 novos casos e 43 óbitos nesta terça-feira
Próximo artigoBaiana Ana Marcela conquista o ouro nas águas de Tóquio