Início Feriado Toque de recolher é ampliado em Lauro de Freitas para o período...

Toque de recolher é ampliado em Lauro de Freitas para o período junino

Imagem reprodução Lauro de Freitas

O toque de recolher em Lauro de Freitas, cidade localizada na região metropolitana de Salvador, foi ampliado para o período das festas juninas. De acordo com a gestão, desta quarta (23) até segunda-feira, a restrição de locomoção noturna vale das 20h às 5h. Anteriormente o toque de recolher era das 22h às 5h.

Ainda segundo a administração municipal, neste mesmo período, a circulação do transporte municipal deverá se encerrar às 20h30 e retornar às 5h.

Entre esta quarta e domingo (27), os estabelecimentos comerciais devem fechar as portas às 19h30. Todos devem manter os protocolos de funcionamento e prevenção conforme foi definido pela prefeitura.

A fiscalização na região também foi reforçada. No sábado (19), uma festa que promovia aglomeração no bairro de Capelão foi encerrada pela Força Tarefa de Fiscalização da Prefeitura de Lauro de Freitas. Durante a operação, que se estendeu até o domingo (20), as equipes ainda atenderam a 31 chamados de denúncia, fiscalizaram 43 estabelecimentos, além de realizar 290 abordagens orientativas a pessoas.

Entre outros bairros do município, a fiscalização teve maior foco de controle nas localidades do Caji, Vida nova, Itinga, Vila Praiana, Vilas do Atlântico e Ipitanga.

A operação que visa o cumprimento das medidas de prevenção à pandemia, também percorreu as praias do município. Uma barraca em Buraquinho foi notificada por descumprir o decreto que proíbe venda de bebida alcoólica e música ao vivo.

A prefeitura destacou que, de 19 de fevereiro a 20 de junho, a operação de restrição de circulação noturna fiscalizou 980 estabelecimentos comerciais, notificou 65 e interditou 17. Atendimento a chamados de denúncias chegaram a marca de 827. Abordagens a pessoas foram 16.399 e veicular 49.

Compartilhe agora:
Artigo anteriorProjeto ‘Orgulho, sim senhor’ irá promover live para celebrar Dia do Orgulho LGBTQIA+
Próximo artigoHomem é suspeito de assassinar a própria irmã e filmar o crime em Pernambués